O mundo para onde vou

É neste mundo que eu me vou meter no mês que vem.

À medida que o tempo se aproxima tenho maiores dúvidas se é mesmo isto que quero para a minha vida. Nasci com um defeito: gosto de escrever. E ainda sou daqueles que pensam que a sua pena pode ter um efeito positivo – “ajudar a mudar o mundo”. Mas ando a pensar se vale mesmo a pena fazer tamanhos sacrifícios pela paixão que faço crescer desde os 16 anos...

Dica do amigo Hélder, companheiro das primeiras amarguras jornalísticas.

1 reacções:

helder beja | 23:18

bem verdade, camarada. casos como este dão que pensar. mas enfim, seremos teimosos mais uma vez, não é verdade?
espero por ti(por vocês?) em lisboa.
abraço