A Comunicação na CEC

Guimarães 2012 tem um orçamento de cerca de 8 milhões de euros para a comunicação e publicidade do evento. É muito dinheiro, ainda que seja uma percentagem que me parece adequada. Ao que me disseram, haverá um concurso internacional para decidir a quem caberá tratar do assunto.

Não passei pelo CCVF ontem, na apresentação do projecto, mas segundo me disseram o aparato foi imenso. O objectivo seria conseguir impacto nos convidados, o que foi conseguido. A comunicação esteve a cargo da F5C, First Consulting Group. Trata-se de uma empresa recente, com exactamente dois anos de existência mas com um interessante trabalho. Segundo a Meios & Publicidade é, a par da LPM, a principal agência de comunicação a trabalhar com o PS/Governo. À frente desta empresa está João Tocha, um reconhecido profissional do meio. Segundo consta, a empresa já está no terreno, isto é, por aqui/aí, a monitorizar, acompanhar, medir e assessorar.

Será interessante ver como acaba esta questão da comunicação.

3 reacções:

Paulo Lopes | 17:48

É um dos pontos importantes da CEC. A comunicação e o lobby junto dos orgãos de comunicação nacionais e europeus.

o atleta das sete e trinta | 00:47

achei a apresentação fraquinha, muito pobre quase triste. no grande armazém do ccvf os comes eram triviais e os bebes idem. banalérrimo. lá dentro no palco nu a armar ao despojado dois pendões graficamente nulos e mal esticados enquadravam uma tela onde foram projectados sofríveis pw.points e curtos spots muito foleiros tipo azeite galo. As intervenções foram privisíveis,"hoje somos todos vimaranenses" e coisa e tal, é uma cidade portuguesa concerteza. que cheiro a ranço. a proximidade com o jetset do poder tem deixado o poder local verdadeiramente astonished, nota-se tanto que até constrange, e a segurar o andor lá vai e lá anda a sociedade civil, cheira-lhes a cabrito.

Samuel Silva | 16:59

atleta,

não assistimos à mesa apresentação, certamente.