De bestial a besta por culpa própria


Há cerca de dois anos Manuel Cajuda dava uma entrevista ao Jornal de Notícias em que afirmava que renovava com o Vitória por 5 anos, pelo mesmo salário com que tinha acabado de subir de divisão. E quando questionado sobre o prémio de subida de divisão, desvalorizou o aspecto financeiro e disse estar muito feliz com o Toural cheio e a festa que proporcionou nas pessoas. Juntou-lhe ainda a afirmação de que o dinheiro já o gastou mal gasto, de certeza, mas que a alegria ninguém lhe tira.

Durante mais um ano, Cajuda continuou com a alegria de treinar em Guimarães, dizia ele, e com os resultados desportivos a continuarem a corresponder começou a ganhar outro peito a falar sobre a equipa, mas sempre feliz por continuar no Vitória.

Atingida a pré-eliminatória da Champions, produto do 3º lugar no campeonato, as ofertas aos grandes multiplicaram-se, em especial ao Benfica, clube do qual Cajuda diz ser. Deram-lhe José Marinho para fazer dele um figura desportiva de respeito e âmbito nacional, que aparecesse nas notícias e se tornasse consensual a opinião de bom treinador que começava a ganhar.

Mas 2008/2009 não correu bem. Perdeu Marinho, jogadores por lesão e humildade. E estas 3 derrotas juntas trataram de dar aos vitorianos o resultado desportivo que está à vista de todos: uma equipa que só jogou futebol a espaços, e no final da época, e um treinador que deixou de respeitar o clube. É que Cajuda podia ter ficado em 8º e continuar a ser respeitado, mas quando insulta a inteligência, o dinheiro das cotas, e o amor ao clube de mais de 30 000 pessoas, está a pedi-las.

2 anos depois da primeira voltou a dar uma entrevista ao JN. Desta vez a já diz que a direcção afinal não lhe pagou qualquer prémio de subida, e um dia que sai vai contar tudo para todos se rirem. E esta foi só uma das pérolas que o algarvio lançou sobre o clube que representa enquanto funcionário.

Emilio Macedo da Silva diz hoje "magoado" e acrescentou "Manuel Cajuda é um funcionário do Vitória, não mais do que isso. Depois das férias vamos reunir porque este tipo de insinuações vão terminar.". Eu pergunto: Porquê esperar para depois das férias quando já não houver tempo de tomar medidas drásticas? Vamos continuar a deixar a faca e o queijo na mão de Cajuda que se anda claramente a fazer à indemnização? É que agora podemos ter uma figura de justa causa para o despachar de Guimarães e o por no sítio dele.

8 reacções:

Tiago Gonçalves | 14:44

Tu és fino, até puseste uma foto do gajo a fumar pó homem ficar ainda pior, assim ainda leva co estigma do fumador por cima, não bastasse as asneiras que diz né? :P Como hoje em dia o fumador é considerado um diabinho..

O futebol e a fórmula 1 tem mais coisas em comum do parece à primeira vista. Anda tudo a medir pilinhas para ver quem é que tem mais poder e recebe mais dinheiro. Ou tem mais para gastar...lol Não acredito que tenha o mesmo destino que se avizinha na F1, mas sonho com o dia em que se grite "revolução" nos estádios de Portugal. xD Já estou a divagar...

João Gil | 14:52
Este comentário foi removido pelo autor.
João Gil | 14:53

Eu li essa entrevista. E tenho a dizer que também não gostei. Vamos ver como a época começa, ver se os resultados aparecem e se Cajuda começa a falar de outra maneira. Acho que se deve dar mais uns meses ao homem, mas sempre com a premissa de que agora quem tem de reconquistar a nossa confiança e respeito é o Sr. Cajuda e não nós adeptos.

Paulo Lopes | 17:44

Muito bem lido Tiago!

Da formula 1 e do futebol, penso que de facto vão seguir caminhos diferentes, mas até agora têm-se aproximado em questões negociais.

Sabes o problema que vejo nisso Gil? É que a época comece de que forme começar vai acabar mal. Porque estas relações foram levadas ao extremo e agora está um à espera que o outro lhe pague para ir embora e o outro à espera que se vá embora sem ter de lhe pagar. E quem paga isso são os Vitorianos! Por isso, era aproveitar estas declarações, junta-las a um conjunto de outras do mesmo género e dar-lhe guia de marcha por justa causa. Chega de sermos gozados.

Samuel Silva | 18:58

O trágico é que entre todos os mercenários e incompetentes que pululam no nosso clube, Cajuda é o menos mau. No meio da mediocridade, ele sente que tem os sócios do lado dele.

Samuel Silva | 19:00

Mais: ainda não começou a época e já está tudo de pantanas. Isto vai dar asneira da grossa.
Mais um ano perdido?

casimirosilva | 21:19

Infelizmente (e espero sinceramente estar enganado)parece confirmar-se o que escrevia quando Manuel Cajuda veio para Guimarães. O andar dos tempos, os resultados e a forma como os vimaranenses começaram a olhar para este senhor deram-me um conjunto de razões para admitir o meu erro. Agora parece-me estar a vir ao de cima aquilo que sempre pensei de Cajuda: ai de quem o puser em causa! Ou de se atravessar no seu caminho.

Mas o tempo é bom conselheiro. E, mais uma vez, espero que Cajuda dê a volta por cima. Não por ele, mas pelo Vitória.

Francisco Rodrigues | 14:10

Os vimaranenses estão a conhecer agora o verdadeiro Cajuda da filosofia de algibeira e com duas caras.