Hoje, no São Mamede


Dizem que não devemos voltar ao sítio onde já fomos felizes. O São Mamede parece disposto a contrariar o dito, e volta a apostar nos Nouvelle Vague, a banda que re-inaugurou o espaço há pouco mais de um ano com um concerto foi magnífico.
Há outros obstáculos: chove imenso, concerto a meio da semana e futebol quase em simultâneo. De qualquer das formas, vou arriscar ser feliz novamente naquela sala e com aquela banda. O desafio que deixo é esse mesmo: Vão ver o concerto, mesmo que quase tudo (até o clip que deixo) diga o contrário.

8 reacções:

Tiago Laranjeiro | 18:06

Encontramo-nos lá. Vai ser a primeira vez que vou ao S. Mamede para ver um espectáculo.

Paulo Lopes | 00:04

900 pessoas.... Felizes no mesmo local. Também foste? ;)

TONY | 22:45

900 no S.Mamede para ver os Nouvelle Vague em dia de Vitória-benfas e com espectáculo no Vila Flor de graça?...A sério? Confirmem por favor, a ser verdade fico todo satisfeito. É que GMR é cada cez mais cultura.Obrigados

Filipe Silva | 22:34

Olá Tony,
Efectivamente a noticia não está totalmemte correcta pois estiveram um pouco mais de 1000 pessoas...

Samuel Silva | 13:15

Caro Filipe,

Apontei para os 1000, mas como o Paulo me disse 900 assumi esse número. Não estivemos longe de acertar, então. Mais perto certamente que o jornal que dizia que havia 300 pessoas.

Filipe Silva | 17:25

Caro Samuel,
900 ou 1000 o resultado é muito positivo tal como já falamos e isso é que interessa...
O São Mamede precisa efectivamente desta adesão não só a estes espetáculos mas também a outros...
Para lá caminhamos...

Quanto ao Jornal que fala nas 300 pessoas é pura ignorância de quem nem sequer lá esteve, e pura falta de profissionalismo para quem escreveu a noticia, pois nem se deu ao trabalho de procurar saber.
Talvez o São Mamede possa estar a incomodar algumas pessoas...
Não me perguntes porquê???!!!!

Já agora, fico feliz por puder ajudar a realizar um sonho teu (Mão Morta)...

Filipe Silva | 17:26
Este comentário foi removido pelo autor.
Samuel Silva | 17:33

São números excelentes, como já disse. Mostra a vitalidade e a maturidade do São Mamede.

Espero ter uma casa assim nos Mão Morta. Ontem estive com um dos elementos da banda que me prometeu "um concerto de rock sempre a abrir". À moda antiga, portanto!