O número e o projecto

111
milhões de euros.


É o orçamento com que a CEC 2012 vai contar. O projecto da Capital da Cultura em Guimarães foi apresentado na semana passada em Bruxelas. Agora sim, já se conhecem os contornos da ideia de Guimarães para o seu momento de afirmação europeia.
A revitalização urbana e a construção de novos equipamentos culturais são as principais apostas. Ou seja, antes de mais a CEC vai dar-nos uma nova Guimarães. Quanto à programação, continuamos quase a zeros. E o programador da CEC ainda não está sequer definido, o que mereceu críticas dos responsáveis europeus. As cinco linhas temáticas - Identidade/Memórias, Diálogo/Paisagem, Artes/Diversidade, Criatividade/Conhecimento, Culturas do Quotidiano/Cidadania - são demasiado vagas e, para já, o que sobressai como aposta forte e, a meu ver, inteligente, é o reforço da programação tradicional da cultura vimaranense (particularmente o GuimarãesJazz) e o alargamento da CEC a um âmbito regional.

4 reacções:

antónio larguesa | 04:02

pensei que o número em destaque fosse outro, assim tipo... uma mão cheia? :) welcome back! como estava barcelona?

Samuel Silva | 12:42

Essa mão de que falas foi dolorosa. Não consigo explicar tal coisa, mas paciência. Ainda faltam duas jornadas e, até ao fim da liga, acho que vamos ter ambos motivos para satisfação.

Barcelona estava seca. A falta de água na Catalunha assusta. As fontes da cidade estão vazias, o preço da água está alto. Além disso continua uma cidade magnífica e, por estes dias, especialmente animada (Sant Jordi, meia final da Champions, Formula 1, Torneio de Tenis).

Anónimo | 01:10

não se conhecem contornos nenhum pá. viste alguma coisa ?
e tás sempre a falar do pasquim do estágio e fica-te muito mal.

ze lingrinhas | 13:24

Só tenho uma coisa a dizer: já houve prémios do euromilhões com mais aeurios que 2012...

E, oh Samuel, no meu tempo corriam-se os coneiros anónimos ao tiro. Ah aqueles saudosos tempos de 70...