As Nicolinas e a CEC

Os deputados à Assembleia da República por Guimarães, Miguel Laranjeiro e Emídio Guerreiro, apoiam a integração das Nicolinas no projecto da Guimarães - Capital Europeia da Cultura 2012, noticiaram os jornais vimaranenses nas edições da passada semana.

A novidade por si não é particularmente importante. Os deputados de Guimarães fazem – e muito bem – o seu papel. E os compromissos do poder político, nestas ocasiões, mutias vezes não passam de declarações de intenções.

No entanto, a notícia fez-me reflectir sobre a necessária integração das Nicolinas na CEC 2012. Tal como a CEC, a candidatura das Nicolinas a Património Mundial tem de ser um desígnio de todos os vimaranenses. Mas, pelo menos aparentemente, a discussão continua a fazer-se a um ritmo lento. E o horizonte do reconhecimento pela UNESCO está ainda bem distante.

Mas a CEC pode - deve! - ser o momento de promover as Nicolinas, num primeiro momento, ao nível europeu. Identificá-las como momento único que são e procurar sublinhar o seu lugar próprio num contexto cultural alargado. E esse tem que ser o primeiro passo para a distinção global que todos procuramos.

post scriptum - Repararam que o press da Tertúlia Nicolina é transcrito na íntegra pelos jornais locais? O jornalismo copy-paste está a ganhar adeptos. E a descredibilizar a imprensa...

2 reacções:

Café Toural | 18:26

ÚLTIMA HORA

Café Toural: abre brevemente.
Um café que espelhará a cidade nas suas mesas.

Mais informações.

Anónimo | 14:39

tens que começar a ler melhor os jornais.


Rodrigo