[Vazio]

Há umas semanas, várias casas devolutas do centro de Guimarães, foram pintadas com esta palavra. Não sei a quem pertende a intervenção, mas é muito feliz.
A quantidade de casas vazias no centro da cidade é um problema grave, que anda arredado das preocupações da população e da discussão política. Quanto a mim, deve ser um dos temas mais fortes da campanha para as autárquicas.

5 reacções:

Dario Silva | 00:51

Porque será que acontece?
Porque será o centro Braga igual, um deserto depois das 19h?
Porque será?

hello kitsch | 17:46

Humm!
Já pensaram que VAZIO pode ser um projecto artístico? Que a sua função não é partidária mas apenas chamar a atenção para o estado de VAZIO, em que muitas coisas se encontram.

hallo kitsch

Samuel Silva | 17:50

Não sendo partidária, é seguramente política.

SicGloriaTransitMundi | 17:57

A primeira vez que vi isto pintado, pensei tratar-se de alguma intervenção ou instalação artística. Mas depois percebi que a palavra estava disseminada um pouco por toda a cidade e que alguém andava a catalogar os imóveis abandonados da cidade.

Achei uma ideia importante, mas será que isso não terá o efeito perverso e inverso de sugerir possíveis esconderijos para coisas menos lícitas?

Esperemos que não.

Se o objectivo for alertar as pessoas para a protecção e requalificação dos tais espaços (como penso ser o caso...), então, aplaudo de pé!

Paulo Lopes | 23:49

Deve ser seguramente um dos temas fortes.

As casas abandonadas representam neste momento, primeiramente, locais de criminalidade/marginalidade. Por outro lado, dão um aspecto menos agradável a uma cidade que é património da humanidade, e em última análise representam ainda oportunidades perdidas para quem anseia por não sair do centro da sua cidade para se emancipar. É importante que estejamos todos atentos a este fenómeno.