Stand by no Toural

A Câmara de Guimarães vai atrasar a decisão quanto à renovação do Toural. O vereador Júlio Mendes tinha anunciado que a questão devia estar resolvida até ao final do ano passado, mas agora a autarquia afirma que uma intervenção no centro da cidade, merece um consenso alargado. A decisão vai aguardar por Março e o presidente da Câmara entende ser necessário pelo menos mais um debate público para perceber o caminho a seguir para o projecto.

A decisão é inteligente. Magalhães evita abrir uma ferida na relação com os vimaranenses. Além disso, a identificação com a sua cidade que caracteriza os vimaranenses nunca resistiria a um "cicatriz" - como lhe chamou a arquitecta Maria Manuel - demasiado pronunciada. E é uma posição democrática, como já o tinha sido abrir à população a discussão dos 5 projectos.

Nós, cidadãos, temos, ainda, a palavra.

Ler mais:
Mais tempo para o Toural (Araduca)
Do Toural (Mater Matuta)

2 reacções:

sicgloriatransitmundi (Miguel Silva) | 17:01

Parece-me bem esta decisão da nossa Câmara. Por um çlado mostra prudência , por outro democracia, querendo ouvir a vox pop. Só lhe fica bem.

Quanto à obra em si, é claro que terá de ser substancialmente alterada, sob pena de, mais uma vez, os vimaranenses mostrarem o seu total desagrado quanto ao empreendimento.

Pessoalmente discordo da necessidade do túnel, bem como do parque de estacionamento projectado para o local.

No que ao arranjo urbanistico diz respeito, considero que deverá ser repensado, principalmente a nível da excessiva utilização do granito e quase total ausência de florestação.

A retirada do trãnsito também não é do meu agrado, mas defendo, isso sim, um condicionamento do mesmo.

Pedro Morgado | 02:55

Decisão certa e, de certo modo, esperada tendo em conta o que o Presidente disse no dia do último debate.