Liverpool 2008: A CEC inglesa

A quatro anos de se tornar Capital Europeia da Cultura, Guimarães tem que aprender com quem a precede nesse estatuto.
A capital europeia da cultura este ano é Liverpool que tem uma programação é vastíssima. E vai da música – da clássica à dança –, literatura, artes visuais, arquitectura ou artes performativas. Chamaram-me à atenção a inclusão de eventos desportivos no programa oficial, realizações em escolas e a celebração do ano novo chinês.

Por exemplo, e tal como noticia o
Blitz, Liverpool vai receber a entrega dos prémios europeus da MTV e os Electric Proms da BBC.

A abertura oficial acontece no próximo fim-de-semana, com espectáculos no Liverpool Echo Arena e no St. George's Plateu. Liverpool: The Musical vai ser apresentado com a colaboração de, entre outros, Ringo Starr, Dave Stewart e Vasily Petrenko.

Além disso, Liverpool – que está com nova cara, segundo vou lendo -, tem uma programação regular há cerca de dois anos, a servir de antecâmara da CEC. E é aqui que deve residir a principal preocupação de Guimarães. Como já tenho vindo a alertar, à cidade falta dinâmica cultural capaz de criar hábitos de consumo cultural na população.

2 reacções:

Anónimo | 16:54

Ainda no domingo conversava com uma amiga exactamente sobre a falta de hábitos culturais em Guimarães e o quando pode influenciar o sucesso de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012. Há muito trabalho a fazer.

sicgloriatransitmundi (Miguel Silva) | 09:55

Como sabemos, o nosso país anda sempre a reboque dos outros e só faz as coisas depois de ver os outros a fazê-las...

Não obstante, sei que a Comissão da CEC 2012 está a trabalhar e já ouviu muitas associações e entidades culturais vimaranenses para saber com o que pode contar da parte delas.

O que penso é que Guimarães não vai estar preparada para tanta oferta cultural a princípio, mas com o decorrer da CEC os vimaranenses se vão habituar à ideia! Resta depois que as instituições e associações culturais da cidade façam o seu trabalho e não deixem apenas para a CEC ou a Cãmara a responsabilidade da oferta cultural pós 2012. É que se este é um projecto da cidade, a cidade também são as associações e instituições vimaranenses, não apenas a CEC ou a Câmara!

Já sabemos que o ser humano é um animal de hábitos, por isso, esperemos que a vida cultural que ainda não temos surja em 2012 e depois...se não fôr antes!!!