Momento Histórico

O Povo de Guimarães é um dos títulos históricos do jornalismo vimaranense. Tem altos e baixos, mas é incontornável assumindo-se, a espaços, como a referência de bom jornalismo local. Tive, por isso, muita honra em ter passado seis anos ligado àquele jornal.

Os últimos tempos não têm, porém, sido fáceis. As críticas, umas mais justas que outras, têm circulado e já têm chegado à blogosfera. E já se começava a perceber que as coisas não estavam fáceis no interior da redacção. Nunca pensei foi que a cosia fosse tão grave.

A
capa da última edição do jornal é por isso, um momento histórico. Uma redacção que tem a coragem de expôr na primeira página o mal estar com a ausência de direcção está desesperada por um rumo. Só assim se compreende que se escreva, no espaço nobre da publicação, um desabafo com esta força:

"É Natal, mas para alguns é outro dia qualquer. Para o nosso director não sei...Ficamos a aguardar. (...) O tempo é de crise e nunca sabemos o que nos reserva o futuro. Oxalá seja muito melhor".

É que um jornal, por muito bons que sejam os seus "tripulantes", é uma "máquina" que não funciona em "piloto automático".

7 reacções:

Alter Ego | 19:37

Segui o link para a capa do PG e encontrei um mistério com a seguinte forma:

"Não Encontrado

Lamentamos, mas está à procura de algo que não se encontra aqui."

Pedro Morgado | 04:21

Aconteceu-me o mesmo... por acaso, estou curioso!

sicgloriatransitmundi | 10:08

Não encontrado...será que se referem ao rumo do jornal?...

Anónimo | 11:58

Não se estarão a referir ao estado de saúde...

Alter Ego | 12:09
Este comentário foi removido pelo autor.
Alter Ego | 12:10

Já li o jornal, e confesso que não percebi nada. Aquele "queixume" já não fazia lá grande sentido. Agora, fiquei com a ideia de que tem algo de irónico, porque remete para um texto escrito pelo próprio Director, pelo que fico com a impressão de que o autor do que parece ser uma bicada ao Director até pode ser o próprio.

Estranho? Se me pareceu, deixou de me parecer quando vi no PG desta semana um morto (de boa memória) sair das profundezas do além para defender o parque de estacionamento subterrâneo do Toural.

Samuel Silva | 15:00

O link de facto remete para aí. Não o confirmei quando o copiei, masno site do jornal não é possível encontrar a histórica capa da semana passada.
Agora fiquei com vontade de ver o jornal de hoje, alter ego. Mas agora só mais logo.